Teresa Fragoso alerta que a MGF poderá atingir 15 milhões de mulheres até 2030

“A cultura não pode ser desculpa para se continuar a violar os direitos humanos”, destacou a Presidente da CIG, Teresa Fragoso, durante a emissão do programa “Bem-vindos”, da RTP África, dedicada à Mutilação Genital Feminina (MGF). Nesta edição, exibida no Dia Internacional da Tolerância Zero Contra a Mutilação Genital Feminina, Teresa Fragoso e António Carlos da Silva, médico e presidente da direção da AJPAS – Associação de Intervenção Comunitária, Desenvolvimento Social e de Saúde, debateram a problemática da excisão. Se nada se fizer até 2030, a MGF poderá afetar 15 milhões de meninas e mulheres em todo o mundo, alerta a Presidente da CIG.

Veja o vídeo do programa »

Teresa Fragoso alerta que a MGF poderá atingir 15 milhões de mulheres até 2030